Seja bem-vindo(a) ao blog Etiopatogênese!

sábado, 19 de junho de 2010

Cascata da Coagulação

           A coagulação sanguínea é uma sequência complexa de reações químicas que resultam na formação de um coágulo de fibrina. É uma parte importante da hemostasia (o cessamento da perda de sangue de um vaso danificado), na qual a parede de vaso sanguíneo danificado é coberta por um coágulo de fibrina para parar a sangramento e ajudar a reparar o vaso danificado. Desordens na coagulação podem levar a um aumento no risco de hemorragia ou trombose e embolismo.

 Expondo Conceitos de Patologia
por uma consciência social ...



       A  Cascata de Coagulação se assemelha ao Desmoronameto, pois há uma série de eventos que o desencadei. Nos períodos em que o índice de chuvas aumenta, o solo torna-se mais pesado, tendendo ao desmoronamento em áreas de declive acentuado. Para impedir que isso aconteça, devem-se evitar o desmatamento e a ocupação das encostas. É necessário um planejamento antes da ocupação de terrenos (para construção de fábricas, casas, rodovias, etc.).

Postado por: Deiseane



Hemorragia

     É a perda de sangue do sistema circulatório. A resposta inicial do sistema cárdio-circulatório à perda aguda de sangue é um mecanismo compensatório, isto é, ocorre vasoconstrição cutânea, muscular e visceral, para tentar manter o fluxo sanguíneo para os rins, coração e cérebro, órgãos mais importantes para a manutenção da vida. Ocorre também um aumento da freqüência cardíaca para tentar manter o débito cardíaco.

      Assim, a taquicardia é muitas vezes o primeiro sinal de choque hipovolêmico. Como as catecolaminas provocam um aumento da resistência vascular periférica, a pressão diastólica tende a aumentar, ficando mais próxima da pressão sistólica. A liberação de outros hormônios nesta fase faz com que a pessoa fique extremamente pálida, com o coração disparado (taquicardia), e com o pulso fino e difícil de palpar (a pressão de pulso é dada pela diferença entre a pressão sistólica e diastólica).

Apesar de todo este mecanismo compensatório, existe um limite além do qual o organismo entra em falência. Pessoas vítimas de traumas com perdas sanguíneas importantes e que demoram para receber socorro médico podem ter isquémia temporária dos tecidos, com a liberação de substâncias típicas do metabolismo anaeróbio (sem utilização de oxigênio).

     Permanecendo mais tempo ocorre a falta de energia para manter a membrana celular normal e o gradiente elétrico. A célula, não suportando mais a isquémia, inicia a rotura de lisossomos e a auto digestão celular. O sódio e a água entram na célula, com edema celular.   
Também pode ocorrer depósito intracelular de cálcio. Não sendo revertido o processo ocorre finalmente a morte.

                                                   
                                                                                                         


Postado por: Deiseane

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Papanicolau

            Foi criado pelo Dr. George Papanicolau em 1940. É o exame que previne o câncer de colo uterino. É realizado na posição litotômica e consiste na coleta de material do colo uterico (endocérvice e fundo de saco de Douglas) que é depositado em lâminas para que a análise laboratorial possa ser efetuada. O Teste de Schiller e com iodo também auxiliam na detecção de aréas alteradas.
          Realizar pelo menos, uma semana antes da menstruação. Evitando-se rusa duchas vaginais, colocação de cremes vaginais e relações sexuais três dias antes do exame. Deve ser realizado em todas as mulheres com vida sexualmente ativa ou não,(inclusive gestantes) pelo menos uma vez ao ano. Se o resultado do exame for negativo por trêsI anos seguidos, a mulher pode fazê-lo de 3 em 3 anos.

Fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de colo de útero: 
     
            Início precoce da atividade sexual, número elevado de parceiros sexuais, multiparidade (ter tido vários filhos), antecedentes de doença sexualmente transmissível e falta de higiene pessoal.

Material Utilizado:
  • Espéculo vaginal;
  • Luva de procedimento;
  • Escova endocervical;
  • Lâmina.
           A realização do exame pelo enfermeiro contribue significativamente para a detecção precoce  de neoplasias  ou alterações  e até mesmo de DSTs durante o exame físico e é de relevante significância, uma vez que as neoplasias constituem uma importante causa de morbidade e mortalidade no Ceará.

Fonte: http://www.orientacoesmedicas.com.br/oqueepapanicolau.asp
Postado por: Emanuelly 

Trombose

        É a formação de um trombo ( massa sólida de sangue ) resultante do processo de coagulação normal causando aumento da parede do vaso e lesão endotelial que pode alterar a fluidez do sangue e causar isquêmia de tecidos.
            Pode ocorrer em veias da superfície corporal, logo abaixo da pele (flebite) ou  em veias profundas, no interior dos músculos ( trombose venosa profunda).
É a formação de um trombo ( massa sólida de sangue ) resultante do processo de coagulação normal causando aumento da parede do vaso e lesão endotelial que pode alterar a fluidez do sangue e causar isquêmia de tecidos.             Pode ocorrer em veias da superfície corporal, logo abaixo da pele (flebite) ou  em veias profundas, no interior dos músculos ( trombose venosa profunda).


 Sintomas:

  • dor;
  • edema (inchaço) e rubor (vermelhidão) na área afetada (perna ou coxa);
  • calor e o empastamento no membro acometido (rigidez da musculatura da panturrilha).
Como prevenir?

• Nas situações em que necessite permanecer sentado por muito tempo, procure movimentar os pés como se estivesse pedalando uma máquina de costura. Faça caminhada regularmente.

• Quando estiver em pé parado, mova-se discretamente como se estivesse andando sem sair do lugar.
• Antes das viagens de longa distância, fale com seu médico sobre a possibilidade de usar alguma medicação preventiva.
• Quando permanecer acamado, faça movimentos com os pés e as pernas. Se necessário, solicite ajuda de alguém.
• Evite qualquer uma daquelas condições que favorecem a formação do coágulo dentro da veia, descritas anteriormente.
• Evite fumar e o sedentarismo.
• Controle seu peso.
• Se você necessita fazer uso de hormônios ou já foi acometido de trombose ou tem história familiar de tendência à trombose (trombofilia), consulte regularmente seu médico.
• Use meia elástica se seu tornozelo incha com freqüência.
• Nunca se automedique.
        
      O enfermeiro atua na promoção da saúde a medida que informa os pacientes sobre o  processo patológico e suas possíveis complicações e quanto ao uso de medicamentos que podem alterar o funcionamento hemodinâmico como os contraceptivos.

 Fonte: http://www.trombose.med.br/
Postado por: Emanuelly

segunda-feira, 7 de junho de 2010

CANCINOMA POR RADIAÇÃO


Conceito:
     Reação de ativação ou inativação de genes supressores de tumor que manifestam-se anos ou décadas após a exposição. Os raios UV são os mais atuantes no homem.
A melanina é responsável por filtrar os raios UV.  Podem surgir  lesões  pré-câncerosas, carcinoma basocelular, de células escamosas ou melanoma dependendo da suscetibilidade , proteção natural , intensidade  e duração da exposição a radiação. No estágio avançado invade nervos , vasos sanguíneos e linfático.


A condição no cotidiano:
     O derretimento das calotas polares  assemelha-se ao melanoma, por a  camada de ozônio ( proteção natural da terra) encontrar-se  danificada, os raios UV atuam nas geleiras modificando sua estrutura normal e causando um aumento do nível dos oceanos , comprometendo as cidades litorâneas, que correm o risco de serem inundadadas .

Postado por: Emanuelly 
OBS: Pathoscópio enf 101.3

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Autismo: ainda um enigma

     Há mais de 70 anos, cientistas estudam aquela que é uma das mais enigmáticas desordens neurológicas: o autismo. Os mecanismos do distúrbio permanecem em grande parte desconhecidos, mas novos estudos indicam caminhos mais eficazes para tratá-lo.

     Ele vive no seu próprio mundo.” A frase é bastante utilizada para descrever de forma leviana pessoas distraídas, que dão pouca atenção ao que acontece ao seu redor. As mesmas palavras, entretanto, ganham um significado muito mais enfático quando se referem a um portador de autismo – uma desordem neurológica manifestada por uma tríade de sintomas: déficit de interação social, dificuldade de linguagem e comportamento repetitivo. 


     Um menino autista escondido debaixo da mesa de jantar, no breve instante em que mostra seu rosto ao fotógrafo. Afinal, o autismo não é uma disfunção única, mas sim um espectro de problemas, que variam de intensidade e tipo. Uma criança com um autismo leve como a síndrome de Asperger, por exemplo, pode conversar, frequentar escolas normais e ter uma vida independente quando envelhecer.

    E é justamente por abarcar uma infinidade de comportamentos e sintomas secundários que médicos e cientistas preferem classificar o distúrbio, de maneira mais geral, como desordens do espectro autista (ASD, na sigla em inglês).
Como um dos principais sintomas do autismo é a dificuldade de interação social e de comunicação, torna-se um duplo desafio para pais, médicos, neurologistas, psicólogos e psiquiatras diagnosticar e tratar de crianças que apresentam esse comportamento.

     Projeto Autismo no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, o ideal é que o diagnóstico seja feito quando a criança tem entre um ano e meio e dois anos. “O mais comum, no entanto, é a partir dos três anos de idade”, afirma.
Por apresentar diversos sintomas e níveis, o próprio diagnóstico para a desordem do espectro autista é bastante individualizado e subjetivo. Segundo Vadasz, a observação é a base para que se aponte se uma criança tem ou não autismo. “Observamos as três áreas mais afetadas pelas desordens autistas: a comunicação e a linguagem, a socialização; e os comportamentos repetitivos e interesses circunscritos”, explica o médico, acrescentando que não há um exame médico específico para o diagnóstico do autismo.

     No Brasil, não há uma estimativa oficial do governo de casos de autismo na população e, para fins estatísticos, utilizam-se dados extrapolados de instituições estrangeiras, como o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC). Segundo um relatório de 2006 desse instituto, uma em cada 110 crianças é portadora de uma desordem do espectro autista. O número parece bastante alto, mas os critérios do instituto provavelmente englobam muitos níveis de autismo, inclusive os mais leves.
 
 
Postado por: Deiseane
Fonte: http://cienciahoje.uol.com.br/

terça-feira, 11 de maio de 2010

Planta nativa é eficaz contra hipertensão


     Pacientes com pressão arterial poderão futuramente contar com mais um aliado no combate à doneça. Trata-se da planta Echinodorus grandiflorus, mais conhecida como chapéu-de-couro, que vem demonstrando ser um eficaz vasodilatador, de acordo com o estudo realizado pela equipe de farmacologia. Por meio de experimentos realizados em aortas de coelhos previamente contraídas com noradrenalina (substância capaz de causar aumento da pressão arterial), e depois em ratos espontaneamente hipertensos, constatou-se que os efeitos gerados pelo extrato de chapéu-de-couro são semelhantes aos produzidos pelos medicamentos utlizados atualmente para o tratamento de pacientes com elevada pressão arterial.

Fonte: Revista Ciência Hoje, vol.41, nº241.

Postado por: Paula

Um passo essencial !!!


      A determinação da estrutura do DNA por James Watson e Francis Crick (1916-2004) em 1953 foi um feito singular, que abriu caminho para realização de trabalhos marcantes na área de biologia molecular. Entre outros, destaca-se o desenvolvimento, em 1957, do método que permitiu que se compreendesse melhor o processo de replicação do DNA. A nova técnica, criada pelos geneticistas norte-americanos Matthew Maselson e Franklin Stahl, baseia-se na separação de macromoléculas em gradiente de densidade. Graças a esse trabalho, no ano seguinte eles demonstraram que a molécula da heretariedade se replica mantendo uma de suas fitas e formando uma fita nova.

Fonte: Revisa Ciência Hoje, vol.41, n°241.

Postado por: Paula

Exame de Sangue para Fibrose Hepática

     
      A fibrose hepática decorrente da existência de duas infecções -hepatite C e esquistossomose- acaba de ganhar um aliado no diagnóstico. Pesquisadores do partamento de Imunologia do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CpqAM), da Fundação Oswaldo cruz, em Pernambuco, desenvolveram um exame simples para o acompanhamento da evolução dessas infecções, feito geralmente por meio de biópsia hepática (para a hepatite C) e de ultra-sonografia (para esquistossomose). A partir de um exame de sangue comum, é possível medir a concentração de marcadores biológicos para cada uma das doenças separadamente e também associadas. A fibrose é uma reação típica a uma lesão crônica como as infecções virais e helmínticas (como as causadas pela esquistossomose), caracterizada por um acúmulo excessivo de proteínas da matriz extracelular. Um simples exame de sangue permitirá medir a concentração de marcadores biológicos nos pacientes co-infectados, ajudando a identificar o estágio da inflamação e de fibrose no fígado.

Fonte: Ravista Ciência Hoje, vol.41, nº241.

Postado por: Paula

Extrato de Picão tem efeito anticancerígeno

      Um extrato fitoterápico obtido da planta Bidens alba, encontrada no litoral paulista e popularmente conhecida como picão, revelou, em estudos in vitro, eficiência para tratamento de três tipos de câncer e cinco tipos de leucemia. Fizeram então testes para checar a eficácia do extrato e de grupos químicos sobre neoplasias in vitro, em cinco tipos de leucemia e para três tipos de adenocarcinoma (câncer): de próstata, de ovário e de mama. Em todas as investigações, as frustações selecionadas se mostraram eficazes, inibindo o crescimento das células cancerígenas.

Fonte: Revista Ciência Hoje, vol.41, nº241.

Postado por: Paula

A enxaqueca e seus mistérios...

     Mais do que uma simples dor de cabeça, a enxaqueca é uma doença, que se manifesta com vários sintomas -de alterações visuais e vômitos- e cujos mecanismos de ação são complexos e desafiadores. Neurocientistas acreditam que pessoas com enxaqueca possam ter nascido com mutações genéticas, que alteram a resposta de uma área do cérebro, desencadeando um processo inflamatório.Além de tentar compreender melhor essas alterações, a busca dos pesquisadores atualmente é por tratamentos mais específicos que bloqueiem a expressão desses genes e normalizem as funções cerebrais, melhorando a vida de milhões de pacientes no mundo inteiro.

Fonte: Revista Ciência Hoje, vol. 41, n°241.

Postado por: Paula

Refrigerantes e Coração!!!

     
      O consumo de refrigerantes está ligado ao aumento da "gordura" no sangue (triglicerídeos), à hipertensão em adultos, à epidemia de obesidade e ao surgimento de diabetes entre jovens. As versões dietéticas da bebida até agora se mostram "quase" inofensivas. Segundo o trabalho publicado na revista da Associação Norte-Americana de Cardiologia é incisivo: aqueles que alegaram beber mais de um refrigerante por dia, dietético ou não, mostraram ter de 50% a 60% mais chances de desenvolver a chamada síndrome metabólica quando comparados aos que ingerem menos do que isso diariamente. A síndrome metabólica é defenida como a reunião de vários fatores de risco para as doenças cardíacas. E de acordo com a indústria, os que beberam mais de um refrigerante por dia mostraram ter, em média, 30% mais chances de ficarem obesos, ter elevação dos triglicerídeos, aumentar a glicose no sangue sofrer de diminuição do "bom" colesterol (HDL). Mas é importante notar que o estudo não prova que beber refrigerantes causa doenças no coração, mas sim que aqueles que bebem mais do que certa dose diária são mais propensos a desenvolver esses fatores de risco.

Fonte: Revista Ciência Hoje, Vol.41, n°241.

Postado por: Paula

Demência por HIV

    
     Portadores do HIV, depois de certo tempo, podem sofrer de um tipo de demência causado pela infecção e que leva a um déficit no aprendizado e na memória. A proteína da capa desse vírus (gp120) é responsáel por matar neurônios adultos no cérebro, reduzindo significativamente a produção de novas células do hipocampo. O alvo de gp120 são as células progenitoras, as células-tronco. Com o atual coquetel de drogas contra a Aids, a carga viral no sangue diminui bastante, mas, segundo o líder da pesquisa, o cérebro mantém um "reservatório secreto", que com o tempo, aprendizado e memória acabem afetados.

Fonte: Revista Ciência Hoje, Vol. 41, nº241.

Postado por: Paula

O que é Cardiomiopatia Periparto?

    
     A cardiomiopatia periparto é uma forma rara de doença do músculo cardíaco que leva à falência do coração, onde na maioria dos casos o que ocorre no coração é uma miocardite, que é a inflamação do músculo cardíaco. A doença pode aparecer um mês antes ou ate cinco meses após o parto, mesmo em mulheres saudáveis. Os sintomas são cansaço progressivo e crescente em relação aos esforços, dificuldade de respirar mesmo em repouso, chiado no peito, inchaço acentuado nas pernas, palpitações e tonteira. Se for feito o tratamento adequado, especialmente repouso, pode haver completa normalização do tamanho e da função do coração, caso não haja melhora, a doença pode evoluir para uma forma crônica de cardiomegalia e de insuficiência cardíaca. Se a doença se manifestar entes do parto, dependendo de sua gravidade, bebê e mãe parturiente correm sérios riscos se nao houver assistência pré-natal adequada. Contudo prejuízos na relação entre mãe e filho, devem ser atenuados com abordagem multidisciplinar em clínicas de insuficiência cardíaca.

Fonte: Revista Ciência Hoje, Vol.41, n°241.
Postado por: Paula

Placebo como recompensa...

       
     O efeito placebo é a capacidade que falsos tratamentos têm de melhorar ou eventualmente piorar o estado das pessoas submetidas a eles. O estudo do efeito placebo não é tarefa das mais simples, mesmo para especialistas, pois sugere a existência de vários mecanismos. Diferente do consenso geral sobre a existência do efeito placebo, seus mecanismos ainda são objeto de discussão. As explicações são geralmente baseadas na expectativa consciente dos resultados, na qual, por instrução explícita prévia, o indivíduo espera uma "melhora" no condicionamento inconsciente por tratamentos efetivos prévios, nos quais, pela experiência repetitiva, o indivíduo se "acostuma" a se sentir melhor após tratamentos convencionais que normalmente provocam melhora. Contudo relacionou-se o efeito placebo ao mecanismo cerebral da recompensa, pois ao utlizar o placebo, a liberação de dopamina refletiu a diferença entre o quanto o indivíduo testado esperava ter sua dor diminuída e o quanto realmente ela diminuiu para ele depois da ingestão do falso medicamento.

Fonte: Revista Ciência Hoje, Vol.41,  nº241, setembro 2007.

Postado por: Paula

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Doença de Fahr

       O primeiro relado da doeça de Fahr foi feita pelo patologista  alemão Karl Theodor Fahr(1877-1945) ao identificar depósito de cálcio , similares a osso ( regiões brancas no centro da imagem) no cérebro, podendo causar problemas psiquiátricos, que se  formam ao longo dos anos nas regiões basais docérebro , podendo começar na primeira fase da vida. Não se sabe se o acúmulo lesiaria  o cérebro ou se a lesão acontece e o cálcio preenche o espaço. A doença é hereditária ( gene associado ao cromossomo 14).
       A sintomatologia  aparece entre 30 e 50: tremores, problemas de locomoção ( ataxia ), depressão, psicose e alucinações. É  consideradac rara e ocorre por calcificação idiopática; afeta 200 mil ou menos indivíduos , as doenças raras são pouco estudadas , de difícil diagnóstico. Sua Anexação no dicionário virtual ( por um brasileiro) facilita  informação.


Fonte: Fred Furtado, Ciência Hoje/ RJ

Postado por: Emanuelly

FIM DA PICADA

       
           Segundo  a pesquisa da Unifei-MG a implantação de um chip sobre a pele pode auxiliar o trtamento de diabetes tipo 2, a que atinge cerca de 12 milhões de  pessoas. O dispositivo mede o nível de glicemia do sangue e transmite  o resultado por sinal d erádio ao aparelho externo contido na pele, pode ainda liberar insulina direto no organismo reduzindo o uso de seringas . É uma alternativa econômica e espera-se que em 2 anos faça-s testes clínico.

FIM DA PICADA?


Fonte: Ciência Hoje, n°259,v.44, maio 2009.
Postado por: Emanuelly

Iontoforese facilita entrada de fármacos no organismo

          A eletricidade no tratamento de doenças é antigo, mas só recentemente tem sido explorado eficazmente.
          A iontoforese baseia-se na aplicação de uma corrente elétrica de baixa intensidade para facilitar a entrada de substâncias químicas através das membranas até a corrente sanguínea. A técnica é  indolor e não invasiva .Os fármacos atingiriam os alvos de forma mais específica no organismo, diminuindo os efeitos colaterais produzidos por medicamentos administrados por via oral. Evita metabolização gástrica , permitindo doses menores do medicamento, diminuindo sua frequência de dosagem e aumentando adesão ao trtamento. Possibilita interrupçãoimediata em caso  de toxicidade.
          Ainda não desenvolveram sistemas de liberação efetivos para moléculas grandes ou de baixa permeação.Busca-se criar formas de aumentar a lieração de substâncias diretamente nos tecidos  e permitir melhor controle no transporte  de fármacos , garantindo dose adequada.  
       
     Assim, a absorção de remédios pela pele reduz os efeitos colaterais.

Fonte: Faculdade de Ciências Farmacêuticas, USP. Ciência Hoje, n°259, v.44, maio 2009.
Postado por: Emanuelly 

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Obesidade Infantil

         Estudo relizado na USP, baseado nos altos índices de obesidade  no Brasil nos últimos 30 anos, atingindo elevadamente a população de alta rende e frequentemente  a de classe baixa. 
         Relacionou-se que  quanto maior o tempo de ammentação, maior  a proteção contra o risco de desenvolver obesidade. Concluiu-se pela análise de 566 crianças pré-escolares entre 2 e 6 anos : obesidade foi  observada em 34,4% dos pré-escolares, somente 21,4% tiveram o aleitamento exclusivo por 6 meses. Além disso crianças que mamam tem menor risco de desenvolver doenças do aparelho respiratório, infecções urinárias e diarréia,diabetes , hipertensão e doençasw cardiovasculares.

MÃES... AMAMENTEM!
FAZ BEM PRA VOCÊ  E PRINCIPALMENTE PARA O BEBÊ. O BENEFÍCIO É RECÍPROCO!

Fonte:  Ciência Hoje ,n°259,v.44, maio 2009
Postado por: Emanuelly

CHOQUES CONTRA PARKINSON

           Nessa patologia os neurônios motores disparam sinais elétricos ao mesmo tempo, levando a perda da habilidade motora. O tratamento atual é a base de dopamina.

         Uma equipe internacional,com a participação de um brasileiro, realizou experimentos com camundongos e obteve os movimentos normais da musculatura após aplicação  de descargas elétricas na medula espinhal, baseando-se que a implantação de eletrodos na medula teria reduzido epilepsia .Uma bateria implantada no paciente estimularia as células nervosas da medula espinhal podendo ser uma alternativa de tratamento inovadora para os portadores da doença.

Fonte: Ciência Hoje,n°259, v.44,maio 2009.
Postado por : Emanuelly

Alívio da coceira

       
          Pesquisadores da Universidade de Minnesota (EUA), mostraram que coçar bloqueia a atividade de neurônios localizados na medula espinhal (trato espinotalâmico),por inibir sua excitação ( ficam mais ativos com subst^ncias químicas), trnmitindosensação de alívio ao cérebro. Sua atividade não é afetada quando não há coceira,por esta induzir estado especial nas células nervosas.

Fonte: Nature Neurocience,06/04/2009, on-line
Postado por: Emanuelly

Esperança para o Câncer de Próstata

           No Brasil, o câncer de próstata é o tumor malígno mais comum nos homens. O exame anual (toque retal) permite o diagnóstico precoce, aumentando a chance de cura, porém 30% dos casos são reincidentes.
          Pesquisadores da Faculdade de Medicina Da Universidade De São Paulo estudam a possibilidade de usar moléculas celulares para manter as células coesas, impossibilitando a diseminação (malignidade), utilizando como terapia precoce, aumentaria a chance de cura e poderia ser usada em outros tipos de cânceres. A relação entre perda de adesão celular e progressões do tumor deu-se ao analisar casos avançados da doença.

Fonte: Ciência Hoje, n°259,v.44,maio,2009.
Postado por: Emanuelly

OVO NA PRESSÃO ARTERIAL


      Pesquisadores da Universidade de Alberta (Canadá),encontraram  no ovo proteínas com efeito similar aos  inibidores da ACE,base para os medicamentos que tratam a  pressão arterial. Ainda não foram avaliados se os ovos cozidos ou fritos apresentam as mesmas propriedades.

     Nos ultimos 40 anos seu consumo diminuiu,por falarem que aumenta o colesterol ruim, aumentando assim o risco de doenças cardíacas.Mas, pessoas sadias podem CONSUMI-LO COM MODERAÇÃO.

 Fonte: Journal of Agricultural and Chemistry,v.57.n.2,pp. 471-477,2009
Postado por: Emanuelly

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Prevenir Para Remediar.

Revista Ciência Hoje Vol 42 N ° 248

Tratamento de miéloma múltiplo pode ser mais eficiente com diagnóstico precoce

      Diagnóstico precoce e mais informação são as principais armas na luta contra uma doença ainda pouco conhecida no Brasil. O miéloma múltiplo .cancêr causado pela proliferação de células plásmaticas. O hematologista relata que nos último 10 anos a situação dos pacientes mudou bastante antes a sobrevida média era de três anos mas hoje há pessoas que vivem há mais de 10 anos com a doença .
A prevenção do retorno da doença (recidiva) é feita com talidomida ,lenidomida ,drogas como o bertozomide o transplante só é recomendado para pacientes com idades abaixo de 65 anos. 70 % dos casos ocorrem com pessoas com menos de 50 anos.



Postado por: Deiseane

Por Que não existe Vacina contra Dengue?

Revista Ciência Hoje Vol. 42 N° 248

      A dengue é causada pela infecção com qualquer um dos quatros sorotipos do vírus. Até agora não existe vacina contra dengue, o  único tratamento existente é seguido de medidas de suporte com hidratação  asssim uma vacina tetravalente contra a dengue. Precisa proteger contra os quatros sorotipos utilizando o vírus vivo  atentados, que se repliquem no organismo induzindo resposta imune. Algumas  vacinas já testadas em humanos, não induziram a proteção esperada no formato atual as vacinas contra dengue, ainda não são suficientemente seguras e eficazes para proteger seres humanos.   


Postado por: Deiseane

Tratamento Virtual


Revista Ciência Hoje  Vol. 42 N° 248

     Programas de computador que simulam situações  cotidianas vêm sendo usados com sucesso. No hospital Universitário Clementino Fraga Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para o tratamento,de pacientes que sofreram lesões cerebrais graves provocadas por acidentes (AVC) ou traumatismo  cranioencefálico.




Postado por: Deiseane

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Audição: Combinando Saúde e Entretenimento

Com a popularização dos tocadores de Mp3, até mesmo em celulares, é cada vez mais comum encontar pessoas quem não abrem mão de ouvir suas músicas preferidas. Seja passeando, trabalhando ou estudando, os fones de ouvidos se tornarama estrela da vez . Mas é preciso cuidado. O som em volume alto pode acarretar consequências severas à qualidade de vida afetando a sua saúde e conturbandoas relações socias.


     Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que cerca de 2,5% da população brasileira, isto é aproximadamente 4,5 milhões de pessoas , apresentam algum grau de deficiência auditiva. Entre os diversos agravos a saúde coletiva na vida moderna ,o ruído,também conhecido como poluição sonora ,tem impacto cada vez maior no cotidiano das pessoas.


  • Em uma Jornada de trabalho de oito horas, é tolerável ao ouvido humano uma intensidade sonora de até 80 decibéis.

  • Ao praticar tiro com armas de fogo, além dos cuidados normais de manuseio,atentar para o uso da proteção auricular.

  • Ao participar de festas e shows , procure manter distâncias das caixas de som. Busque ficar em lugares onde possa ser mantida um conversaação.

  • Em ambientes com poluição sonora ,o ideal é que sejam utilizados protetores auditivos.

  • Evite os usos inadequados dos tocadores de musica. Usar fones de ouvidos com volume excessivo é prejudicial á saúde. É aconselhável manter em médio o volume,assim você conseguirá conversar e utilizar o aparelho ao mesmo tempo.

    O Aparelho Auditivo tem limites que precisam ser respeitados Previna-se !

Postado por: Nayara 

Projeto Enfermagem da Alegria..

     O Projeto Enfermagem da Alegria possui como principal objetivo a humanização  e a assistência em enfermagem. E foi uma iniciativa dos Alunos da Faculdade Leão Sampaio. É um Projeto onde os Alunos de enfermagem participam Voluntariamente, proporcionando aos clientes um ambiente mais acholhedor e humanizado .

Autores do Projeto: Danilo Machado; Francisco Yuri Barbosa de Souza;
Karllyane Monteiro Penha de Azevedo; Maria Andreia da Costa Facundo;
Tiago de Souza Lopes; Wiglaney de Souza Bezerra; Woneska Rodrigues Pinheiro e
Yterfânia Feitosa.

     Essse Projeto visa a melhoria da qualidade de vida dos clientes através de musicoterapia e ludoterapia trazendo beneficios e contribuindo para sua recuperação e para seu estado biopsicoespiritual.

(Maria Deiseane Voluntária do Projeto)
“Para quem não sabe, palhaços são feitos da ingenuidade e curiosidade infantis. São feitos da coragem de lançar-se na essência da condição humana: a ambivalência, a incerteza e a possibilidade de errar e ser ridículo. Para quem não sabe, os palhaços são feitos da transitoriedade dos fatos, da aceitação do que se apresenta e da transformação. De tudo isso e mais, para quem não sabe, são feitos os palhaços. Tudo recoberto para o que se sabe: que palhaços são feitos de maquiagem, roupas coloridas e sorrisos.”

(Morgana Masetti)


Postado por: Deiseane Ribeiro

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Ansiedade Generalizada

O que é ?

      O transtorno de Ansiedade Generalizada é basicamente uma preocupação ou ansiedade excessiva, ou com motivo injustificáveis ou desproporcionais. Preocupar-se e ficar ansioso não é apenas uma reação normal,mas necessária para boa adptação individual à sociedade e ao ambiente.Como o estado de ansiedade pertuba a visão que a pessoa temtem a respeito de si mesma e a respeito do que acontece no ambiente é necessário que esse diagnóstico seja sempre feito por um especialista. No caso do paciente ser um profissional da saúde mental, por um outro especialista que não ele próprio. A informação das características da ansiedade generalizada não é suficiente para que uma pessoa se autodiagnostique.Mesmo um psiquiatra não teria condições de realizar esse diagnóstico a respeito de si mesmo porque ele não teria imparcialidade para julgar o que tem.

Diagnóstico

Uma das maneiras de diferenciar a ansiedade generalizada da ansiedade normal é através do tempo de duração dos sintomas.

1. Dificuldade para relaxar ou a sensação de que está a ponto de estourar, está no limite do nervosismo
2. Cansa-se com facilidade
3. Dificuldade de concentração e freqüentes esquecimentos
4. Irritabilidade
5. Tensão muscular
6. Dificuldade para adormecer ou sono insatisfatório
Por fim, um critério presente em todos transtornos mentais é o prejuízo no funcionamento pessoal ou marcante sofrimento. Não podemos considerar os sintomas como suficientes para dar o diagnóstico caso o paciente não tenha seu desempenho pessoal, social e familiar afetados.

Características Associadas
     A ansiedade patológica se manifesta da mesma forma como a ansiedade normal, ou seja, de múltiplas maneiras, tanto fisicamente como mentalmente. Além de amplamente variáveis os sintomas mudam ao longo do tempo e oscilam permitindo que a pessoa se sinta completamente bem em algumas ocasiões e pior noutras.

Os Sintomas


     A preocupação com a possibilidade de vir a adoecer com algo grave ou sofrer um acidente embora não existam indicativos de que essas coisas possam vir a acontecer é o foco mais comum das preocupações das pessoas com ansiedade generalizada. Algumas pessoas temem mais que os entes queridos sofram algum desses males, como os pais, ou filhos. Estes pacientes estão sempre imaginando situações como essas e freqüentemente se consideram incapazes de lidar com elas caso realmente venham a acontecer.
As variedades dos sintomas de ansiedade são enormes e muitas vezes pessoais. Ganho de peso, por exemplo, tanto pode não ter nenhuma relação com ansiedade como pode, para determinadas pessoas, ser a manifestação mais freqüente. Os sintomas mais comuns então são: boca seca, mãos ou pés úmidos, enjôos ou diarréia, aumento da freqüência urinária, sudorese excessiva, dificuldade de engolir ou sensação de um bolo na garganta, assustar-se com facilidade e de forma mais intensa, sintomas depressivos são comuns desde que não sejam mais exuberantes que os de ansiedade pois isso mudaria o diagnóstico.O fato desses sintomas citados se parecerem com os sintomas do transtorno do pânico exigem um procedimento para distinção deste porque no pânico, o surgimento de agorafobia é mais comum e requer a indicação de terapia cognitiva. Na ansiedade generalizada não há crises mas estados permanentes e prolongados de desconforto ansioso. Os pacientes com pânico podem experimentar estados de ansiedade prolongada entre uma crise e outra mas as crises de pânico diferenciam um transtorno do outro.

Tratamento
     As medicações como os tranquilizantes benzodiazepínicos ou a buspirona são eficazes assim como os antidepressivos. É curioso que os antidepressivos sejam eficazes porem empiricamente observamos esse fato: alguns antidepressivos com mais eficácia do que outros. Além das medicações, terapias também proporcionam bons resultados sendo muitas vezes recomendada a combinação de ambas as técnicas. A terapia cognitivo-comportamental é a que mais vem sendo estudada e apresentado bons resultados.

Postado por: NAYARA BEZERRA

quarta-feira, 31 de março de 2010

Crack : Ele causa depedência e MATA

O que é?
O crack é uma mistura de cloridrato de cocaína (cocaína em pó), bicarbonato de sódio ou amónia e água destilada, que resulta em pequeninos grãos, fumados em cachimbos ( improvisados ou não). É mais barato que a cocaína mas, como seu efeito dura muito pouco, acaba sendo usado em maiores quantidades, o que torna o vício muito caro, pois seu consumo passa a ser maior.
Estimulante seis vezes mais potente que a cocaína, o crack provoca dependência física e leva à morte por sua acção fulminante sobre o sistema nervoso central e cardíaco.

Quais são as reacções do crack? O que ele provoca no organismo?
O crack leva 15 segundos para chegar ao cérebro e já começa a produzir seus efeitos: forte aceleração dos batimentos cardíacos, aumento da pressão arterial, dilatação das pupilas, suor intenso, tremor muscular e excitação acentuada, sensações de aparente bem-estar, aumento da capacidade física e mental, indiferença à dor e ao cansaço. Mas, se os prazeres físicos e psíquicos chegam rápido com uma pedra de crack, os sintomas da síndrome de abstinência também não demoram a chegar.  Em 15 minutos, surge de novo a necessidade de inalar a fumaça de outra pedra, caso contrário chegarão inevitavelmente o desgaste físico, a prostração e a depressão profunda.

Estudiosos como o farmacologista Dr. F. Varella de Carvalho asseguram que "todo usuário de crack é um candidato à morte", porque ele pode provocar lesões cerebrais irreversíveis por causa de sua concentração no sistema nervoso central.


     O crack é uma droga mais forte que as outras?

Sim, as pessoas que o experimentam sentem uma compulsão ( desejo incontrolável) de usá-lo de novo, estabelecendo rapidamente uma dependência física, pois querem manter o organismo em ritmo acelerado. As estatísticas do Denarc ( Departamento Estadual de Investigação sobre Narcóticos) indicam que, em Janeiro de 1992, dos 41 usuários que procuraram ajuda no Denarc, 10% usavam crack e, em Fevereiro desse mesmo ano, dos 147 usuários, já eram 20%. Esses usuários, em sua maioria, têm entre 15 e 25 anos de idade e vêm tanto de bairros pobres da periferia como de ricas mansões de bairros nobres.

 

Como o crack é uma das drogas de mais altos poderes viciantes, a pessoa, só de experimentar, pode tornar-se um viciado. Ele não é, porém, das primeiras drogas que alguém experimenta. De um modo geral, o seu usuário já usa outras, principalmente cocaína, e passa a utilizar o crack por curiosidade, para sentir efeitos mais fortes, ou ainda por falta de dinheiro, já que ele é bem mais barato por grama do que a cocaína. Todavia, como o efeito do crack passa muito depressa, e o sofrimento por sua ausência no corpo vem em 15 minutos, o usuário   usa-o em maior quantidade, fazendo gastos ainda maiores do que já vinha fazendo. 

Para conseguir, então, sustentar esse vício, as pessoas começam a usar qualquer método para comprá-lo. Submetidas às pressões do traficante e do próprio vício, já não dispõem de tempo para ganhar dinheiro honestamente; partem, portanto, para a ilegalidade: tráfico de drogas, aliciamento de novas pessoas para a droga, roubos, assaltos, etc.


Postado por: Deiseane
Fonte: Ministério da Saúde

Segunda etapa de vacinação contra gripe pandêmica termina na próxima sexta-feira

Gestantes, crianças de seis meses a menores de dois anos e doentes crônicos devem ser imunizados até dia 2 de abril. Estados e municípios são responsáveis por divulgar locais e horários de distribuição das doses
     A segunda etapa da estratégia nacional de vacinação contra gripe pandêmica termina na próxima sexta-feira, dia 2 de abril. Iniciada no último dia 22 de março, a etapa tem como públicos-alvo gestantes, crianças de seis meses a dois anos e doentes crônicos (exceto idosos), em um total estimado em 20,4 milhões de pessoas. A meta é imunizar pelo menos 80% dessa população. Todas as Secretarias Estaduais de Saúde já receberam as doses necessárias para a segunda etapa. Os estados, em parceria com os municípios, são responsáveis por divulgar os locais e os horários de vacinação, independentemente do feriado nacional do próximo dia (Sexta-Feira da Paixão). Em todo o país, são mais de 36 mil salas de imunização.

     Todas as grávidas, independentemente do período de gestação, devem se vacinar. As mulheres que engravidarem após o fim dessa etapa poderão se imunizar nas fases seguintes. Não é preciso apresentar atestado médico confirmando a gravidez.

     Na vacinação das crianças, pais e responsáveis devem levar aos locais de imunização apenas os bebês que já completaram seis meses de idade e os menores de dois anos. É muito importante levar o cartão de vacinação das crianças. Elas receberão uma dose dividida em duas vezes. A segunda meia dose será administrada 30 dias após a primeira. Se a criança completar seis meses depois do dia 2 de abril, também poderá ser vacinada normalmente.

     Em relação aos doentes crônicos, devem procurar os postos de vacinação pessoas com menos de 60 anos que têm problemas sérios de coração, pulmão, rins, fígado, diabéticos, pacientes em tratamento para aids e câncer ou os chamados grandes obesos (veja lista abaixo). Aqueles que serão vacinados devem levar aos postos um documento de identidade com foto e a carteira de vacinação do adulto, se possuírem. Também não é necessário apresentar atestado médico para comprovar a doença crônica.



Postado por: Deiseane
FONTE: Ministério da Saúde

Hanseníase

O que é?

     A hanseníase é uma doença infecciosa, de evolução crônica (muito longa) causada pelo Mycobacterium leprae, microorganismo que acomete principalmente a pele e os nervos das extremidades do corpo. A doença tem um passado triste, de discriminação e isolamento dos doentes, que hoje já não existe e nem é necessário, pois a doença pode ser tratada e curada.

     A transmissão se dá de indivíduo para indivíduo, por germes eliminados por gotículas da fala e que são inalados por outras pessoas penetrando o organismo pela mucosa do nariz. Outra possibilidade é o contato direto com a pele através de feridas de doentes. No entanto, é necessário um contato íntimo e prolongado para a contaminação, como a convivência de familiares na mesma residência. Daí a importância do exame dos familiares do doente de hanseníase.

     A maioria da população adulta é resistente à hanseníase, mas as crianças são mais susceptíveis, geralmente adquirindo a doença quando há um paciente contaminante na família. O período de incubação varia de 2 a 7 anos e entre os fatores predisponentes estão o baixo nível sócio-econômico, a desnutrição e a superpopulação doméstica. Devido a isso, a doença ainda tem grande incidência nos países subdesenvolvidos.

Manifestações Clínicas

     As formas de manifestação da hanseníase dependem da resposta imune do hospedeiro ao bacilo causador da doença. Esta resposta pode ser verificada através do teste de Mitsuda, que não dá o diagnóstico da doença, apenas avalia a resistência do indivíduo ao bacilo. Um resultado positivo significa boa defesa, um resultado negativo, ausência de defesa e um resultado duvidoso, defesa intermediária. Temos então, as seguintes formas clínicas da doença:
  • Hanseníase indeterminada: forma inicial, evolui espontaneamente para a cura na maioria dos casos e para as outras formas da doença em cerca de 25% dos casos. Geralmente, encontra-se apenas uma lesão, de cor mais clara que a pele normal, com diminuição da sensibilidade. Mais comum em crianças.
  • Hanseníase tuberculóide: forma mais benigna e localizada, ocorre em pessoas com alta resistência ao bacilo. As lesões são poucas (ou única), de limites bem definidos e um pouco elevados e com ausência de sensibilidade (dormência). Ocorrem alterações nos nervos próximos à lesão, podendo causar dor, fraqueza e atrofia muscular.
  • Hanseníase borderline (ou dimorfa): forma intermediária que é resultado de uma imunidade também intermediária. O número de lesões é maior, formando manchas que podem atingir grandes áreas da pele, envolvendo partes da pele sadia. O acometimento dos nervos é mais extenso.
  • Hanseníase virchowiana (ou lepromatosa): nestes casos a imunidade é nula e o bacilo se multiplica muito, levando a um quadro mais grave, com anestesia dos pés e mãos que favorecem os traumatismos e feridas que podem causar deformidades, atrofia muscular, inchaço das pernas e surgimento de lesões elevadas na pele (nódulos). Órgãos internos também são acometidos pela doença. 
     A hanseníase pode apresentar períodos de alterações imunes, os estados reacionais. Na hanseníase borderline, as lesões tornam-se avermelhadas e os nervos inflamados e doloridos. Na forma virchowiana, surge o eritema nodoso hansênico: lesões nodulares, endurecidas e dolorosas nas pernas, braços e face, que se acompanham de febre, mal-estar, queda do estado geral e inflamação de órgãos internos. Estas reações podem ocorrer mesmo em pacientes que já terminaram o tratamento, o que não significa que a doença não foi curada. 

 Tratamento:
     A hanseníase tem cura. O tratamento da hanseníase no Brasil é feito nos Centros Municipais de Saúde (Postos de Saúde) e os medicamentos são fornecidos gratuitamente aos pacientes, que são acompanhados durante todo o tratamento.
A duração do tratamento varia de acordo com a forma da doença: 6 meses para as formas mais brandas e 12 meses para as formas mais graves.
 Postado por: Deiseane

terça-feira, 23 de março de 2010

Inflamação Crônica

     A inflamação crônica dura semanas, meses ou anos, inflamação crônica é caracterizada pelos fenômenos proliferativos, com formação de fibrose.



A inflamação crônica ocorre nas seguintes situações:


1. Infecção persistente por certas bactérias como por exemplo o bacilo da tuberculose

2. Exposição prolongada a determinadas substâncias irritantes tais como a sílica

3. Reações autoimunes como por exemplo no lupus eritematoso sistêmico

 
 
Características morfológicas:


1. Infiltrado inflamatório por células mononucleares (macrófagos, linfócitos e plasmócitos)

2. Destruição tecidual que é produzida pela persistência do agente agressor ou pelas células inflamatórias

3. Tentativa de reparo que produz tecido conjuntivo



Figura: (Os papéis dos macrófagos na inflamação crônica do livro Robbins  e Cotran Patologia básica.)
 
 
Os macrófagos são as principais células da inflamação crônica e acumulam-se no foco inflamatório por três mecanismos:


1. Quimiotaxia

2. Proliferação de macrófagos no foco inflamatório

3. Liberação no foco inflamatório de um fator de inibição da migração de macrófagos, que os impede de abandonar o foco inflamatório



  Figura: Mecanismos de acumulação de macrófagos nos tecidos
 
 
 
Outras células importantes na inflamação crônica são:


1. Linfócitos - mobilizados em reações imunes (T e B) e não imunes. Interagem com os macrófagos.

2. Eosinófilos – são particularmente abundantes nas reações imunes mediadas por IgE e nas parasitoses

3. Mastócitos – são células abundantes no tecido conjuntivo e que podem liberar histamina, particularmente nas reações anafiláticas a drogas, venenos de insetos e reações a alimentos

4. Leucócitos polimorfonucleares – embora sejam mais característicos das inflamações agudas, podem ser encontrados também nas inflamações crônicas.

As inflamações crônicas podem ser divididas, sob o ponto de vista anátomo-patológico, em inflamações crônicas específicas (granulomatosas) e inespecíficas.

As inflamações específicas são caracterizadas pelos granulomas, que são acúmulos localizados de macrófagos e macrófagos modificados, (células epitelióides e células gigantes inflamatórias). Os granulomas podem ainda apresentar outras células tais como linfócitos, eosinófilos e fibroblasto, além de necrose e do próprio agente agressor.


Postado por: Deiseane

sábado, 20 de março de 2010

Pai da PATOLOGIA

Rudolf Ludwig Karl Virchow

(nascido em 13 de outubro de 1821, Schivelbein, Pomerânia, hoje Polônia - falecido em 5 de setembro de 1902, Berlim, Império Alemão)  ,foi um médico e político alemão.
      É considerado o pai da patologia moderna e da medicina social, além de antropólogo e político liberal (Partido Progressista Alemão e Partido Livre-Pensador Alemão).
             Filho do açougueiro Carl Virchow e de Johanna Hesse Virchow, graduou-se em 1843 em medicina em Berlim, pela Academia Militar da Prússia. Tornou-se professor em 1847. Por participação ativa na Revolução de Março (1848-1849), mudou-se para Würzburg, onde trabalhou como anatomista. Casou em 1850 com Rose Mayer, com quem teve 3 filhos e 3 filhas. Em 1856 retornou a Berlim, para assumir a cátedra de anatomia patológica da Universidade de Berlim.
             Durante a Guerra Franco-Prussiana, liderou pessoalmente o primeiro hospital móvel para atender os soldados no front. Também envolveu-se em atividades sociais, como saneamento básico, arquitetura de construção hospitalar, melhoramento de técnicas de inspeção de carne e higiene escolar.
            Foi ele quem elucidou o mecanismo do tromboembolismo, cujos fatores são conhecidos até hoje como tríade de Virchow. Foi o primeiro a publicar um trabalho científico sobre leucemia, pelo qual todas as formas de lesão orgânica começam com alterações moleculares ou estruturais das células.
            Em 1858, ele estabeleceu o conceito da Teoria Celular, pelo qual todas as formas de lesão orgânica começam com alterações moleculares ou estruturais das células. Em 1874, Dr. Virchow padronizou a técnica de necrópsia, cuja base é utilizada até os dias atuais. Ele fundou as disciplinas de patologia celular, patologia comparativa e antropologia
            Foi membro ativo na vida política do II Reich alemão, como ferrenho opositor ao Chanceler Otto von Bismarck.

Artigos e livros:

• Mittelheilungen über die Typhus-Epidemie, 1848

• Die Cellularpathologie, 1858

• Handbuch der speciellen Pathologie und Therapie, 1854-1862

• Vorlesungen über Pathologie, 1862-1872

• Die krankhaften Geschwülste, 1863-1867


POSTADO POR: Emanuely

CÂNCER DO COLO DO ÚTERO

          

           É causado pelo papiloma vírus humano ou HPV que na pele e nas mucosas genitais como vulva, vagina, colo do útero e pênis . Existem mais de 30 tipos do vírus.Os tipos 16 e 18 causam 70% dos casos de câncer do colo do útero,40 a 50% dos casos de câncer da vulva,705 dos casos de câncer vaginal.Os tipos 6 e 11 causam 90% dos casos de verrugas nos órgãos genitais.

           È a segunda maior causa de morte por câncer em mulheres em todo o mundo, 8 em 10 mulheres irão contrair o HPV durante a vida, especialmente durante a adolescência. O contágio dá-se por qualquer tipo de contato genital, não é necessário a relaçõa sexual. Pode fetar homens e mulheres e geralmente não apresenta sinais e sintomas.Após o contágio o HPV pode desaparecer por si só ou evoluir para formas cancerosas.
  • Responsável por 3 em 4 infecções em mulheres de 15 a 25 anos;
  • Muitos contraem o vírus nos 2 a 3 primeiros anos de vida;
  • Metade das mulheres desenvolvem o câncer do colo do útero.
                                           
COMO PREVENIR?

          Faça o exame do papanicolau ou colposcopia para detectar células anormais no revestimento do colo útero,antes de que elas se transformem em lesões pré-cancerosas ou câncer. O diagnóstico final é feito através de biópsia da área suspeita.

Forma microscópica, que aparece no pênis, vagina e colo de útero:





POSTADO POR: Nayara

         
         

sexta-feira, 19 de março de 2010

Cirrose Hepática

    
     A cirrose hepática pode ser definida anatomicamente como um processo difuso de fibrose e formação de nódulos, acompanhando-se freqüentemente de necrose  hepatocelular. Apesar das acusas variarem, todas resultam no mesmo processo. Estima-se que aproximadamente 40% dos pacientes com cirrose são assintomáticos.

Quadro Clínico:
  • Fraqueza;
  • Adinamia;
  • Fadiga;
  • Anorexia;
  • Caquexia: por anorexia, má- absorção de nutrientes por diminuição do fluxo de bile e do edema intestinal, redução do estoque hepático de vitaminas hidrossolúveis e micronutrientes, redução do metabolismo hepático e muscular pelo aumento das citocinas e balanço alterado de hormônios que mantém a homeostase metabólica (insulina, glucagon e hormônios tireoidianos);
  • Equimoses e sangramentos espontâneos;
  • Feminilização: por acúmulo de androstenediona, pode haver ginecomastia, atrofia testicular, eritema palmar e spiders (abaixo);
  • Irregularidade menstrual;
  • Encefalopatia;
  • Hipertensão portal: retenção de sódio e água (ascite e edema), hiperesplenismo (trombocitopenia), shunts portossistêmicos (hemorróidas e dilatação venosa em abdome) e varizes esofágicas;
  • Neuropatia autonômica;
  • Etilismo: contraturas de Dupuytren, atrofia dos músculos proximais e neuropatia periférica;
  • Doença de Wilson: pode causar insuficiência hepática aguda com anemia hemolítica; pode se manifestar como cirrose associada a achados neurológicos por envolvimento dos gânglios basais (distúrbios de movimento, tremores, espasticidade, rigidez, coréia e disartria) e anéis de Kayser-Fleisher (por deposição de cobre na membrana de Descemet);
  •  Hemocromatose: pigmentação cinza metálica em áreas expostas ao sol, genitais e cicatrizes; artropatia das pequenas articulações das mãos, particularmente 2ª e 3ª metacarpofalangeanas.
Causas da Cirrose:
  • hepatite autoimune;
  • Lesão hepática induzida pelo álcool;
  • Hepatite viral B, C, D ou não-B não-C;
  • Doenças metabólicas: Deficiência de a 1-antitripsina, Doença de Wilson e Hemocromatose;
  • Distúrbios vasculares: Insuficiência cardíaca direita crônica e Síndrome de Budd-Chiari;
  • Cirrose biliar;
  • Cirrose Criptogênica.
Prescrições de Enfermagem:


     O repouso deve ser prescrito para que o fígado restabeleça sua capacidade funcional. Se o paciente estiver hospitalizado, o peso e a ingestão de líquido, bem como as eliminações, são medidos e registrados diariamente. A posição do paciente na cama é ajustada para a eficiência respiratória máxima, que é especialmente importante se a ascite for acentuada, pois ela interfere na excursão torácica adequada. Pode ser necessária a terapia de oxigênio, na insuficiência hepática, para oxigenar as células danificadas e evitar maior destruição celular. O repouso reduz as demandas do fígado e aumenta o suprimento de sangue para o mesmo. Como o paciente é susceptível aos problemas da imobilidade, devem ser iniciados os procedimentos para evitar as perturbações respiratórias, circulatórias e vasculares. Isto pode evitar como pneumonia, tromboflebite e úlceras de pressão. Quando a nutrição melhora e a força aumenta, o paciente é encorajado a aumentar a atividade gradualmente.
     Cuidados de pele são essenciais devido à presença de edema subcutâneo, à imobilidade do paciente, à icterícia e ao aumento de susceptibilidade da pele a lesões e infecção. As freqüentes mudanças de decúbito são necessárias para evitar úlceras de pressão. São evitados os usos de sabão irritante e de fita adesiva para prevenir traumas da pele. As loções podem ser suavizantes para a pele irritada. São tomadas medidas para que o paciente não coce a pele.
     O paciente com cirrose é protegido de quedas e outras injúrias. As grades laterais da cama são levantadas e acolchoadas com cobertores macios para diminuir os riscos se o paciente ficar agitado ou inquieto. O paciente é orientado quanto ao tempo e local, e todos os procedimentos são explicados para minimizar a agitação do paciente. Qualquer injúria é avaliada cuidadosamente, devido à possibilidade de sangramento interno.


Fonte: http://www.hepcentro.com.br/cirrose.htm
Imagem: http://www.google.com.br


Postado por: Paula

Isquemia Cerebral


O que é isquemia cerebral ?

      A isquemia cerebral é uma redução localizada do fluxo sanguíneo ao cérebro, ou partes dele, devido a obstrução arterial ou hiperfusão sistemática. A isquemia cerebral também está conectada à hipoxia cerebral, se prolongada, e infarto cerebral. A isquemia cerebral é uma condição que causa dano cerebral irreversível. A interrupção do fluxo sanguíneo ao cérebro resulta em perda da consciência depois de 10 segundos.

Sintomas

     Os sintomas da isquemia cerebral podem ser muito rápidos, demorando apenas alguns segundos a alguns minutos, e também podem durar períodos mais longos de tempo. Se o cérebro ficar irreversivelmente danificado e ocorrer infarto, os sintomas ficarão constantes. Os sintomas da isquemia cerebral dependem de que parte do cérebro está sendo privada de sangue e oxigênio.
     Esses sintomas pode incluir cegueira em um olho, fraqueza em uma perna ou um braço, fraqueza em todo um lado do corpo, tontura, vertigem, visão dupla, fraqueza generalizada, dificuldade em falar e perda de coordenação.

Efeitos da isquemia cerebral

     Durante a isquemia cerebral o cérebro não consegue continuar o metabolismo aeróbico devido à perda de oxigênio e substrato. O cérebro não é capaz utilizar o metabolismo anaeróbico e não tem nenhuma energia para longo prazo armazenada, então os níveis de ATP caem rapidamente. Com a falta de sua energia, as células começam a perder a capacidade de manter os gradientes eletroquímicos.
     Essas perdas podem ocasionar graves desenvolvimentos desfavoráveis durante a isquemia cerebral, os quais são: influxo massivo de cálcio dentro do citosol, grande liberação de glutamato das vesículas sinápticas, lipólise, ativação calpaína e seqüestro das síntese de proteínas. Ainda, a remoção de dejetos metabólicos é retardada. Similarmente à hipoxia cerebral, a isquemia cerebral grave ou prolongada pode resultar em perda da consciência, dano cerebral ou morte.

Tipos de isquemia cerebral

     Há dois tipos de isquemia cerebral. O primeiro tipo é a isquemia cerebral focal. Basicamente, a isquemia cerebral focal é um derrame cerebral, o que significa que um coágulo sanguíneo bloqueou um vaso cerebral. O segundo tipo é a isquemia cerebral global, na qual o sangue pára de fluir ou o fluxo sanguíneo diminui drasticamente. Uma das causas da isquemia cerebral global é parada cardiorrespiratória. Se a pessoa se recuperar da parada cardiorrespiratória o fluxo de sangue ao cérebro será restaurado e ela pode então ter uma isquemia cerebral global transiente se levou tempo significativo até a restauração do fluxo sanguíneo. A pessoa fica então em reperfusão, a qual é o dano feito ao tecido quando o suprimento de sangue retorna depois de período de isquemia. Depois da isquemia global, a maior parte do tecido cerebral é recuperado. Entretanto, o tecido que não se recupera é aquele que ajuda a pessoas a pensar e lembrar. Esse tecido está na área do cérebro chamada hipocampo.

Causas da esquemia cerebral

     Muitas doenças e anormalidades diferentes podem causar isquemia, seja ela no cérebro, pulmões ou coração. Algumas dessas causas são anemia falciforme, compressão dos vasos sanguíneos, taquicardia ventricular, acúmulo de placas nas artérias, coágulos sanguíneos, pressão sanguínea extremamente baixa resultando de ataque cardíaco e defeitos cardíacos congênitos. Outras causas possíveis de isquemia cerebral são sufocação, envenenamento por monóxido de carbono, anemia grave e drogas como cocaína e anfetaminas.


Fonte: http://www.copacabanarunners.net/isquemia-cerebral
Imagem: http://www.google.com.br


Postado por: Paula

Conheça a pimenta mais ardida do mundo

   Se você acha as pimentas brasileiras ardidas, é que você não conhece a indiana. Ela pode ser boa para a sua saúde, mas é preciso ter coragem para experimentar.

                                                                                          
Das cinquenta variedades de pimenta produzidas nesta fazenda, no interior de São Paulo, uma delas foi eleita a mais ardida do mundo pelo livro dos recordes. A pimenta bhut jolokia, ou pimenta fantasma, de origem indiana é 15 vezes mais forte que a malagueta.

“Até pra quem gosta vai ser um grande desafio, porque ela é muito forte”, conta Anélio Trevisan.
Com todo esse ardido a gente até pensa que a pimenta fantasma faz mal à saúde.


                  Na verdade ela é rica em vitamina A, atuando no combate aos radicais livres, que causam o envelhecimento da pele.

Postado por:Danielle Lima
Fonte:http://g1.globo.com/jornalhoje

quinta-feira, 18 de março de 2010

CÂNCER DE MAMA


          
CÂNCER DE MAMA EM ESTÁGIO FINAL.
VOCÊ PODE IMPEDIR QUE ISSO ACONTEÇA!

        O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais freqüente no mundo e o primeiro entre as mulheres (cerca de 1 milhão de casos novos estimados). Mais da metade dos casos novos ocorrem em países desenvolvidos. Representa a principal causa de morte das mulçheres brasileiras.
        É a doença mais temida entre as mulheres por alterar o psicológico,sexual e a própria imagem pessoal.

PREVINA-SE:


Prevenção primária: Evitar obesidade,sedentarismo,alimentos gordurosos e álcool em excesso.
Prevenção secundária:  Auto-exame,mamografia anual. Lactentes devem fazer o auto-exame após amamentar e sempre no mesmo horário,mulheres no climatério devem realiza-lo todos os meses.

Sintomas:


  • Nódulo ou tumor no seio com ou sem dor;


  • Alterações da pele que recobre a mama( semelhante a casca de laranja);


  • Nódulo palpável na axila.


     
    POSTADO POR: Nayara